Vale a pena ler “Meu Sistema”?

Artigo escrito pelo MI Mauro de Souza

O livro “Meu Sistema” é considerado uma obra clássica do xadrez

Vale a pena ler o “Meu Sistema” do Nimzovitsch? Esta é uma pergunta que nos fazem frequentemente e que não é tão fácil de ser respondida. Já ouvi de professores destacados (alguns inclusives com título de Grande Mestre) que este livro está superado, “bitola”, não aprofunda as variantes etc… Antes de revelar minha posiçao sobre o assunto vou compartilhar uma partida mostrando como Aaron Nimzovitsch era um jogador prático.

Como se vê o Nimzovitsch, embora claramente inferior a Alekhine e Capablanca, foi um jogador de elite em sua época. Agora, respondendo à pergunta que intitula a postagem, acredito que a obra do Nimzovitsch é mais adequada a jogadores com rating inferior a 1500 por ser, nos níveis atuais, um livro apenas de noções básicas. Se você tem um rating maior e recursos financeiros recomendo “leciones con un gran maestro” de Boris Gulko. Porém segue uma advertência: se você quer realmente melhorar faça diariamente muitos exercícios fortalecendo a concentração e o cálculo de variantes.

Vale a pena ler “Meu Sistema”?