Tolstói enxadrista

Artigo escrito pelo MI Mauro de Souza

O escritor russo Leon Tolstói adorava jogar xadrez em seu tempo livre

Leon Tolstói foi um dos melhores escritores de todos os tempos e sua obra repercute até hoje. Foi outra celebridade que jogava xadrez. Encontrei 5 partidas informais (ele não jogou torneios) dele no site Chessgames.com e também muitas fotos dele jogando xadrez. Em minha modesta opinião sua obra “Guerra e Paz” é o grande romance da segunda metade do século 19. A partida que segue mostra que Tolstói era um amador forte e tinha um jogo agressivo. A maneira como alguém joga xadrez revela muito sobre a personalidade da pessoa.

No final da sua vida Tolstói criou uma espécie de misticismo cristão; renegou toda sua obra anterior, virou vegetariano, passou a se vestir como camponês (ele era Conde), largou a vodka (que herege!) e pregou até contra a música e o casamento (se você não acredita em mim leia sua novela “Sonata a Kreutzer”). Felizmente o xadrez ele poupou da sua sanha de radicalismos. Tudo o que ele escreveu é bom, independente de discordarmos das suas posições. Para as pessoas que não gostam do xadrez ou dos enxadristas (nos acham limitados ou babacas) costumo citar o exemplo de Tolstói: um gênio que amava o xadrez.

Tolstói enxadrista